APRESENTAÇÃO

O “Grupo de Pesquisa Bailarino-Pesquisador-Intérprete e Dança do Brasil – Núcleo BPI” é composto por um coletivo de artistas, educadores e pesquisadores, com sede principal na cidade de Campinas,  que possuem um compromisso com a produção e disseminação do Método BPI. Foi criado por Graziela Rodrigues e conta, atualmente, com um núcleo especializado de bailarinos-pesquisadores e com estudantes em formação no BPI. Possui vínculo institucional com o Departamento de Artes Corporais do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), que se caracteriza como principal sede das produções do grupo. Entretanto seus integrantes levam o Método BPI para seus outros ambientes de atuação, ampliando o alcance e a disseminação das ações do grupo.

As propostas artísticas do Núcleo BPI trazem uma estética contemporânea diferenciada, na qual um Brasil periférico está presente, sem haver uma apropriação, reprodução e estilização das manifestações populares, mas sim, um corpo residual e afetivo. Todos os espetáculos dentro do Método BPI estiveram ligados a pesquisas de campo de segmentos sociais e/ou manifestações populares do Brasil, tais como Mulheres Candangas, Stripteasers, Bóias-Frias, Cortadoras de Cana, Moradoras de Rua, Colhedoras de Café, Mulheres Xavante, bem como pesquisas em Terreiros de Umbanda, Comunidades Caiçaras, Festividades do Ciclo do Divino, Folguedos do Boi, dentre outras.

A circulação de obras dança já foram apresentadas no território brasileiro e no exterior. As produções do grupo também abrangem publicações de livros, teses, dissertações e artigos, edição de materiais didáticos e sínteses de pesquisa, participações em eventos acadêmicos e realização de cursos livres para diferentes públicos (crianças, adolescentes, idosos, professores, mulheres, artistas).